7 erros a evitar ao criar os seus jogos de marketing

7 erros a evitar ao criar os seus jogos de marketing

As competições são extremamente populares online e nas redes sociais. Há nada mais nada menos do que 20.000 novos jogos lançados todos os anos. Jogos de raspadinha, “ganho instantâneo” e sorteios são ferramentas de marketing muitos poderosas se forem usadas corretamente.

É um profissional de comunicação ou marketing que planeia lançar um jogo promocional online? Quaisquer que sejam os seus objetivos estratégicos, planear o seu projeto é essencial se decidir aventurar-se no mundo dos jogos de marketing. Para o ajudar a criar um jogo envolvente para o seu público-alvo, aqui fica uma lista dos 7 erros a evitar a todo o custo.

Erro n° 1: preocupar-se mais com o seu ROI do que com o utilizador

A organização dos jogos de marketing requer um investimento significativo de tempo e dinheiro. Quando cria um jogo, visa obviamente gerar um retorno aliciante do investimento para a sua empresa. Esse retorno poderá consistir na recolha de dados postais, endereços de email, leads… Os objetivos são, acima de tudo, comerciais.

Mas uma abordagem excessivamente virada para o “negócio” poderá ter consequências adversas para a sua campanha. Se alguém está a usar o seu tempo para participar no seu jogo de marketing (apesar da quantidade de ofertas promocionais que recebe diariamente!), essa pessoa espera que, em troca, se preocupe com ela e com a sua experiência. Os seus objetivos internos de recolha de dados não lhe interessam minimamente.

Se as pessoas lhe estão a dar o seu tempo, ofereça-lhes em troca uma experiência agradável e interativa que lhes deixe uma impressão duradoura. A sua competição deverá estar acessível com alguns cliques e também deve ter uma componente estética e ser fácil de usar. Logo desde o início, coloque o utilizador no centro do seu plano para maximizar o retorno que pretende.

Erro n° 2: oferecer uma experiência de jogo de baixa qualidade

Conforme referido anteriormente, é essencial colocar a experiência do utilizador no coração do seu jogo de marketing. Realizar o projeto internamente é possível, mas arriscado. É um projeto de grande escala, que irá exigir um leque de competências de concetualização, integração, ergonomia e interface interativa, para referir apenas alguns requisitos. O design do seu jogo de marketing também terá um papel fundamental na captação da atenção do seu público-alvo.

O uso de uma plataforma de gamificação como a Drimify oferece várias vantagens:

mobile gamers

Erro n° 3: oferecer recompensas dececionantes

Os jogadores procuram divertir-se, mas o prémio a ganhar é um poderoso motivador nas competições. Um voucher de oferta de baixo valor não chama a atenção dos visitantes no panorama publicitário. O seu empreendimento ficará então perdido nas massas. Ou pior ainda, poderá criar uma desigualdade entre a imagem da sua marca e a perceção da mesma por parte do seu público-alvo.

As taxas de conversão mais altas estão, sem grandes surpresas, associadas a prémios relacionados com viagens ou escapadinhas. Os dispositivos de alta tecnologia (televisores 3D, smartphones, etc.) vêm em segundo lugar na lista. No entanto, não é estritamente necessário que os prémios tenham um elevado valor de mercado.

É mais importante oferecer amostras de produtos e prémios relacionados com a sua imagem na sua primeira competição. O utilizador terá assim uma experiência mais abrangente na descoberta da sua marca. É uma situação em que ambos lucram, a sua empresa e o participante. Há dezenas de formas de recompensar eficazmente o vencedor de uma competição e transformá-lo num verdadeiro embaixador da sua empresa durante o processo.

Considere o que é relevante para o seu público-alvo: este último poderá ter certas expectativas sociais no que diz respeito aos prémios (material, utilidade do objeto).

Erro n° 4: não apresentar as regras do jogo

Para que o seu jogo de marketing seja bem-sucedido, é essencial apresentar claramente as regras do jogo e também os termos e condições oficiais da competição.

Regras da competição

Se os termos e condições de participação num jogo de marketing não forem apresentados logo à partida, corre o risco de os seus visitantes não respeitarem a mecânica do jogo. Recomendamos que os teste em algumas pessoas antes de lançar a sua campanha. Assim, saberá que as regras e a inscrição para a sua competição são devidamente apresentadas aos participantes.

Regulamento dos jogos de marketing

No seguimento de uma decisão tomada pelo Tribunal de Justiça da União Europeia em 2014, as leis nacionais foram simplificadas: deixou de ser obrigatória a submissão dos regulamentos a um solicitador, mas ainda assim é fortemente recomendada.

Ao usar um editor de jogos com a Drimify, tem acesso a modelos de avisos legais que poderá personalizar. Esta é outra excelente razão para usar uma plataforma de gamificação.

Rules of the competition poorly indicated on mobile phone

Erro n° 5: usar um tipo de jogo que não seja adaptado ao seu objetivo de marketing

Antes de mergulhar numa campanha de uma competição, certifique-se de estabelecer um objetivo claramente definido. Se o objetivo for aumentar o envolvimento, nem todos os formatos de jogo serão necessariamente adequados.

Para envolver o seu público-alvo, não lhe dê um questionário básico. Em vez disso, peça-lhe que crie o seu próprio conteúdo, como produções artísticas, concursos de fotos, etc. A aposta da Adobe compensou com os seus concursos criativos, como a competição Art and Soul em colaboração com a Pixar e também o desafio prancha de skate com o Tony Hawk.

A escolha do jogo é muito importante: deve ser acessível, popular e divertido. Cada formato é mais apropriado a determinados códigos de marketing. Aqui na Drimify, dominamos perfeitamente estes conceitos, desde os mais simples bilhetes de raspadinha até à roda da sorte, não esquecendo os quizzes interativos e os jogos de memória.

Erro n° 6: subestimar a exposição de um jogo

Como antecipa o sucesso da sua campanha sem um plano de marketing adaptado? A publicação do jogo em si não será suficiente. Terá de proporcionar meios de tornar o seu evento visível online e atrair as multidões.

Quanto mais investir na promoção do jogo, mais hipóteses terá de obter uma resposta incrível à sua campanha. Use todas as formas de distribuição que tiver disponíveis: site, redes sociais, publicidade, plataformas de concursos, newsletters, código QR… Porque não trabalhar com influenciadores? Eles são um dos melhores ativos para interagir com a sua comunidade e tornar a sua campanha viral.

Erro n° 7: colocar o seu jogo de marketing online numa má altura

Um fator importante: considere cuidadosamente a data que escolhe para lançar o seu jogo de marketing. Se a data coincidir com um evento nacional ou com férias escolares, isso poderá impactar consideravelmente o lançamento da sua campanha (a não ser que esteja a lançar uma campanha dedicada a esse evento, claro).

Pense no seu público-alvo e na sua agenda. Se lançar um jogo dedicado aos seus colegas, poderá lançá-lo durante o horário de trabalho, mas se o seu jogo se destina a viajantes, talvez seja melhor lançar o seu jogo à hora do almoço ou à noite.

Não cometa erros, graças à Drimify

Como já viu, criar um jogo de marketing requer algum planeamento. Para garantir uma campanha de jogo de marketing eficaz, recomendamos usar uma plataforma dedicada como a Drimify para o acompanhar no seu projeto. Diga-nos o que precisa e nós responderemos a todas as suas questões.

Drimify Marketing Game creation interfacearketing

Crédito da foto: Brooke Cagle, Afif Kusuma, Kelly Sikkema on Unsplash

Outras Fontes

Blog

12 razões para escolher Drimify

Personalização avançada de gráficos

Fácil integração

Conceitos de jogo populares

Experiência de jogo de qualidade

Tecnologia HTML5

Multiplataformas (móvel e PC)

Imagem de marca e associação de marcas

Multilíngue

Alojamento CDN super-rápido

Etiqueta branca

A oferta mais competitiva no mercado

Entregue em poucos minutos

Experimente a Drimify